31 julho 2015

FIM DE SEMANA AEP: JOSS STONE MAIS COOL DO QUE NUNCA

Fazia tempo que não surgia um videoclipe com imagens interessantes. Joss Stone quebrou o jejum.

Frame do videoclipe "Stuck on you"
(reprodução)

Veja que bonito:


Bom final de férias e ótimo retorno às aulas!

30 julho 2015

ANA MAE INFORMA: A CRISE EUROPEIA E A ARTE/EDUCAÇÃO

Gostei muito de uma entrevista do poeta Francisco Bosco, novo Diretor da Funarte. Quando lhe perguntaram o que se pode fazer pela Cultura sem dinheiro ele respondeu:  "Questões relativas a arte e educação, como o ensino das artes nas escolas ou os processos formativos, não custam dinheiro. Custam vontade e determinação política".

Com quase 60 anos  de trabalho como arte/educadora em todos os níveis educacionais, da educação infantil aos pós-doutorados sou mais realista. Precisamos sim, de dinheiro para Arte/Educação mas de muito pouco  em relação a outras áreas da Arte e da Cultura.


Estive na Espanha agora em julho (2015) e testemunhei uma reação muito interessante de pais de crianças contra a ausência de Arte nas escolas provocada pela crise. Eles são de uma geração que teve arte incluída em sua educação e a querem para seus filhos. Observei um workshop de uma arte/educadora excepcional cujo trabalho acompanho desde que ela era aluna de doutorado da Complutense em Madri. Seu nome é Rita Noguera.

A escola em que trabalhava fechou. Ela se apoia em seu trabalho na Pedagogia Sistêmica e na Abordagem Triangular. Atualmente desempregada como muitos amigos meus em Madri, é frequentemente convidada por mães que reúnem crianças em sua casa para fazerem Arte, já que não tem Arte na escola. Esta moda começou em aniversários. Em vez de comemorar os aniversários de seus filhos em estereotipados e caros bufês infantis, os pais conscientes da necessidade da Arte começaram a convidar arte/educadores para planejar e executar atividades artísticas para as crianças. Agora nem precisa ser aniversário.

Fotografia: Ana Lia Barbosa Lemos/Rita Noguera 

Acompanhei Rita em um workshop encomendado por uma jovem bailarina cubana, mãe de uma criança de quatro anos  em Valdemoro, cidade  perto de Madri. Ela reuniu em sua casa 11 crianças de 2 a 7 anos e seus pais (um dos bons princípios da Pedagogia Sistêmica é incluir os pais nas atividades das crianças), fez um a mesa de lanche com muita fruta e bolos mas o pagamento da professora foi dividido entre as famílias participantes. O dia estava escaldante e brilhante, o condomínio era de belas casa mas não luxuosas, chegamos uma hora antes.

Fotografia: Ana Lia Barbosa Lemos/Rita Noguera

O espaço foi cuidadosamente preparado em três setores. No primeiro setor, a sala, Rita reuniu todos sentados no chão, pais, mães sem sapatos e crianças também sem camisa, leu uma história de travessura de crianças pintando o corpo com tinta e mostrou várias imagens de pintura corporal, de diferentes civilizações, bem apresentadas em papel rígido. Rita tem o talento de prender a atenção das crianças. A conversa se desenrolou com  perguntas e comentários feitos só pelas crianças. Os pais pareciam tímidos.

Ainda na sala, Rita propôs que com lápis de cera bem macio as crianças começassem a desenhar em seus corpos. Os pais começaram a participar. Passamos para o segundo setor, um alpendre com vista para o gramado e as tintas e pincéis foram distribuídas. De início cada um com uma cor diferente depois começaram a trocar entre eles as cores e a pintarem também os pais e as mães que mergulharam na ação.

Fotografia: Ana Lia Barbosa Lemos/Rita Noguera

Fotografia: Ana Lia Barbosa Lemos/Rita Noguera

A experimentação durou uma hora e meia, até que, esgotadas as tintas que haviam sido preparadas com sabonete líquido para evitar adesão à pele, passamos para o último espaço, o gramado preparado com baldes e mangueiras.

Fotografia: Ana Lia Barbosa Lemos/Rita Noguera

Depois de limpos e enxutos devoraram os doces e as frutas. Os comentários finais foram muito entusiasmados e alimentados pelas constantes afirmações de:

- Quero mais.

Costuma-se dizer que em tempos de crise só os restaurantes permanecem ativos pois todos precisamos comer. O que vi na Espanha neste verão de 2015 é que pais conscientes das funções da Arte na Educação mesmo em tempo de crise, quando a Arte,  a proteína  da Educação, é a primeira coisa a ser cortada das escolas, providenciam experiências de atividades artísticas para seus filhos.

Mandei este texto para Rita antes de publica-lo e ela me sugeriu lembrar que neste momento de crise psicólogos inteligentes recomendam esta prática de esporádicos workshops artísticos para crianças, como é o caso de Yassodára S. Machado e Júlia Durruty, psicóloga da primeira infância que é amiga de Rita.

Ana Mae Barbosa
especial para AEP Online


Saiba mais sobre o trabalho de Rita aqui.

29 julho 2015

MULHERES DO BRASIL: O FEMININO NA CULTURA E NA MÚSICA BRASILEIRA

Põe na agenda!

Oficina nesse sábado: "O feminino na cultura e na música brasileira".

divulgação

TRAP PARA OS MINIONS

O ritmo trap vai aos poucos se popularizando no Brasil. Certo mano!

http://www.aliexpress.com/item/Despicable-me-hip-hop-caps-flat-snapback-hat-minion-baseball-cap-eyes-adjustable-summer-sport-sun/1986864240.html

Tem DJ fazendo trap para Os Minions. Dá play:

28 julho 2015

LITERATURA DE BERÇO

Quer introduzir bebês na literatura? Veja que bacanão:

INDICAÇÃO ETÁRIA: ATÉ 15 MESES


http://www.literaturadeberco.com.br/post/111873110728/quarta-feira-252-%C3%A0s-14h-t%C3%AAm-literatura-de


Literatura de Berço Especial Avós

Em homenagem ao dia dos Avós, no dia 29 de julho, das 14h às 16h, o Literatura de Berço convidou a escritora e ilustradora Lúcia Hiratsuka para apresentar o seu livro Orie. O livro é uma homenagem à avó da autora, e conta histórias que Lúcia ouvia de sua avó.

“Orie que viaja pelo rio com seus pais barqueiros. A menina olha o movimento das águas, o remo de bambu que vai e vem, os peixinhos, os cheiros e cores de perto e de longe... E no balanço das palavras e desenhos, Orie vai descobrindo o mundo que a cerca.”

10 vagas gratuitas para famílias com bebês de até 15 meses. Inscrições pelo telefone 11 3862 1925.

Corra lá!

29/07/2015 Quarta-feira das 14h às 16h


Casa da Cultura Carlos e Diva Pinho
Rua Almirante Pereira Guimarães, 314
Pacaembu, São Paulo – SP
Estacionamento no Local

O ROMANCE DO PAVÃO MISTERIOSO

Saba algo que, de tão popular, em algum momento já se ouviu falar?

Esse é o caso do Pavão Misterioso, romance em forma de cordel de autoria controversa.

Capa do cordel "Romance do Pavão Misterioso"
http://digitalizacao.fundaj.gov.br/fundaj2/modules/busca/listar_projeto.php?cod=12&from=20#

Há quem diga que foi escrito por José Camelo de Melo Resende (Pilõezinhos/PB, 1885 - 1964) e publicado por João Melquíadas Ferreira de Almeida (Bananeiras/PB, 1869 - 1933), que, por sua vez, sempre negou a autoria de Camelo.

Famoso na música de Ednardo cantada - dentre tantos - por Ney Matogrosso e Elba Ramalho, foi tema do personagem João Gibão (Juca de Oliveira) na novela Saramandaia, ícone do realismo mágico na teledramaturgia brasileira. Assista ao trecho final em que Gibão voa:


O cordel foi várias vezes reeditado; a versão original está disponível em Domínio Público aqui.

Já foi encenado em teatro e adaptado para filme de animação. Veja:


É o amor de Evangelista e Creuza, um clássico fascinante da literatura popular!

José Minerini

27 julho 2015

NOVO LIVRO DE AUGUSTO DE CAMPOS TEM POEMAS ANIMADOS NA WEB

"Outro" é o título do livro recém-lançado pelo poeta concretista.

Capa do livro "Outro", de Augusto de Campos
http://www.casadasrosas.org.br/agenda/lanamento-do-livro-outro-de-augusto-de-campos

Dois poemas do livro possuem versões animadas na internet.

Leia-os aqui e aqui.

23 julho 2015

QUANTO NOS MOVEMOS PELAS CIDADES

O vídeo abaixo mostra o deslocamento de pessoas durante 24 horas em 30 cidades. Quanto mais branca fica a linha da rua mais gente transitou naquele momento do dia, andando, pedalando, correndo ou com veículos motorizados.

De acordo com cities.human.com, Rio de Janeiro é a terceira cidade em que mais se pedala.

Dê play e se supreenda com a quantidade de trajetos feitos:


Saiba mais aqui.

Edna Onodera

22 julho 2015

32 MAPAS PARA VER O PLANETA TERRA DE OUTROS MODOS

Já imaginou sair nadando em linha reta de uma praia brasileira rumo à África? Em qual país você chegaria? Confira:

http://twistedsifter.com/2015/06/maps-that-will-teach-you-something-new-about-the-world/

Aqui tem outros 31 mapas muito interessantes que poderão mudar o modo como você vê o Planeta Terra.

Edna Onodera

20 julho 2015

SHIRLEY, VISÕES DA REALIDADE

É uma pintura de Edward Hopper?

http://www.indiefestival.com.br/2014/bh/film.php?cod=28

Não! É o frame de um filme. Compare:

Manhã de sol, óleo s/ tela, Edward Hopper
http://vociglobali.it/2015/05/13/le-citta-delle-donne-tra-violenze-e-discriminazioni/

O frame acima é do filme "Shirley, Visões da Realidade". Dirigido pelo austríaco Gustav Deutsch, reproduz as pinturas de Hopper para narrar através dos olhos de uma mulher uma jornada pelos Estados Unidos no século XX.

Esse filme já foi exibido algumas vezes em São Paulo; a última foi na abertura do atual FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica.

Assista ao trailer:


Veja como foi feito:


Que cores! Que luz! Que figurino! Que...

José Minerini

13 julho 2015

HOJÉ É O DIA DO ROCK, BEBÊ!

Seus alunos já ouviram "Wish you were here" do Pink Floyd?

http://thebestofpinkfloyd.blogspot.com.br/2013/12/wish-you-were-here-1975.html 

Confira uma versão ao vivo:


Escolhemos o documentário sobre a gravação do icônico disco homônimo para celebar esse dia. Dá play:

DE DELACROIX A CÉZANNE NO MASP

Põe na agenda:

divulgação

07 julho 2015

02 julho 2015

EXPOSIÇÃO DE KATIA CANTON EM ROMA

Se alguém passar por Roma nesses dias vale ir até a Embaixada do Brasil para ver a exposição de contos de fada eróticos de Katia Canton.

divulgação

Abertura amanhã.